Entrevista exclusiva: Alana Blanchard

Modelo, surfista e embaixadora de uma das maiores marcas de surf do mundo, a Rip Curl, Alana Blanchard é a atleta da cena. A garota já teve algumas passagens pelo WCT, viaja o mundo surfando e modelando pela sua patrocinadora e, recentemente, dropou um vídeo quebrando tudo nas ondas da Indonésia – e há quem duvide do seu surf!

O Blog da Kanui bateu um papo com a surfista e ela falou um pouco sobre o seu lifestyle, o surf feminino e as trips pelo mundo. Se liga!

 

Nós vimos que você segue uma dieta vegana. Como você escolheu esse estilo de vida e como ele funciona?
Sim, eu sou vegana e é incrível! Eu cresci amando os animais e nunca gostei de carne. Para mim, isso é muito melhor tanto para o mundo quanto para o corpo. Eu recomendo que vocês assistam os documentários “Forks Over Knives” e “Conspiracy”.

Você tem uma rotina de exercícios físicos? Se sim, por favor, compartilhe com a gente.
Eu tenho, eu malho quase todo dia. Amo como eu me sinto após o treino, isso limpa a minha mente e me faz ser uma pessoa mais feliz. Eu estou sempre variando, gosto de correr, andar de bike, lutar boxe e, às vezes, até faço musculação e yoga.

Você também é conhecida pela sua carreira de modelo. Alguém já chegou a duvidar das suas habilidades no surf por conta disso?
Sim, desde que eu tinha 15 anos as pessoas duvidam do meu surf e acham que eu não consigo surfar bem, então comecei a colocar alguns vídeos na internet e acho que isso mudou o pensamento deles.

Você é uma das surfistas com mais seguidores no Instagram. Você acha que as redes sociais ajudaram o surf feminino a se tornar mais popular?
Com certeza. Nós vivemos um estilo de vida único e as pessoas gostam de ver isso. Sem contar que todas as meninas são lindas!

Qual foi a sua trip favorita com o time da Rip Curl?
Hmm, essa é difícil. Todas são legais e nós sempre nos divertimos muito. Eu sempre fico ansiosa para viajar com eles. Geralmente vamos para lugares bem distantes e surfamos o dia inteiro. É incrível estar n’água com as meninas!

Você pensa em voltar a competir e talvez até se qualificar para o WT?
Não, eu estou bem feliz com a minha vida agora. Mas eu adoraria conseguir alguns wildcards.

 

btn_veja-mais-1