Rio Pro: tempestade em Saquarema

Surfista não teme frio e nem desafio. Mesmo com essa friaca dos últimos dias, parece que o pessoal do campeonato mundial mais aclamado do surf entrou no clima da nossa hot sale e o negócio pegou fogo na Rio Pro!

 

 

 

Quem iria imaginar que o campeão Gabriel Medina sairia tão precocemente? Não que seja notícia ruim, já que ele caiu para a grande surpresa do torneio, o catarinense de 20 anos, Yago Dora.

 

Mérito não faltou ao moleque. Despachou três campeões do torneio: John John, Mick Fanning e o próprio Medina. Porém, não resistiu e caiu na semifinal. É aquela velha história do “cair de pé”, apesar do gostinho de quero mais que com certeza ficou na cuca da revelação.

 

 

 

Yago Dora, o surfista tardio que desbancou três campeões em sequência
Yago Dora, o surfista tardio que desbancou três campeões em sequência (Foto: WLS/Smorigo)

 

Foi seu amigo e parceiro de treino, Adriano de Souza, o Mineirinho, quem  brecou a ascensão do garoto no Rio de Janeiro. Não é à toa que foi campeão mundial em 2015, o cara é casca-grossa e curte um bom desafio! Sem dúvida, Leandro Dora, pai do prodígio e treinador dos semifinalistas, tem uma ponta de participação direta nesse campeonato e, evidentemente, tá cheio de orgulho.

 

Maaas, independentemente do campeão da etapa, uma mensagem master foi passada: o surf brasileiro vive um momento mágico! Ora, chegamos à semifinal de um mundial com 2 brasileiros na disputa, além de 10 formarem a elite no torneio deste ano: Filipe Toledo, Miguel Pupo, Jadson André, Wigolly Dantas, Ítalo Ferreira, Caio Ibelli, Alex Ribeiro, Alejo Muniz, além de Gabriel Medina, é claro, e do próprio Mineirinho.

 

 

 

O lance é que esses caras têm incentivado cada vez mais a garotada à entrar na onda do surf. Não à toa são conhecidos por aí como “tempestade brasileira” do surf, porque os caras botam pra quebrar mesmo e enchem nossos olhos. Os resultados estão aí, o próprio Yago Dora é um baita exemplo: há poucos meses era só num aspirante, hoje acaba de vir de três vitórias sobre campeões de peso. O famoso herói improvável.

 

A próxima etapa será a Fiji Pró, de 4 à 16 de Junho. Nossa garotada já se acostumou a não ser figurante e promete vir com tudo de novo. A promessa é de que bons duelos brasileiros se repitam cada vez mais e nos dê orgulho e vontade de dar uma dropada. Isso é tempestade, meu amigo! Direto do Brasil para o mundo  😉

 

 

 

btn_veja-mais