Felicidade sem dinheiro

Você já ouviu falar de Daniel Suelo? Ele tem uma história parecida com a do Christopher McCandless (aquele que inspirou o filme “Na Natureza Selvagem“), mas a diferença é que ele está vivo, vivendo como Christopher há 15 anos. E, segundo ele, completamente feliz!

Tudo começou há 15 anos atrás quando Daniel Shellabarger, seu nome de batismo, trabalhava como cozinheiro em Utah e resolveu simplesmente viver sem dinheiro! Ele havia passado a maior parte de sua vida em Arvada, uma pequena cidade próxima a Denver, Colorado.

Em 2.000 ele tomou uma atitude louca: entrou numa cabine e deixou toda a sua fortuna lá, cerca de US$ 30! (risos) Se livrou de documentos como sua carteira de motorista e se passaporte e se transformou em Daniel Suelo (o sobrenome significa “solo” em espanhol), começou a viver como nômade. Nessa loucura toda ele passou por comunidades alternativas, acampou no deserto e mesmo hoje, dorme na casa de estranhos que o convidam para tal. Contudo, ele possui um “lugar para chamar de seu”, uma caverna no deserto de Moab (foto abaixo), em Utah (EUA).

Foto: Hyoung Chang/ The Denver Post
Foto: Hyoung Chang/ The Denver Post

Em 2009, os jornais The Huffington Post e The Guardian fizeram reportagens com ele, logo, com a repercussão das mesmas, uma editora se interessou em sua história e o convenceu a escrever um livro, contanto, mesmo concordando, ele impôs uma condição: que o livro fosse escrito e dado de graça às pessoas. A editora recusou a oferta, mas seu amigo Mark Sundeen gostou e o convenceu a levar a ideia adiante, queria mostrar ao mundo a vida totalmente sustentável do amigo.  “The Man Who Quit Money” foi lançado em 2012. Suelo recusou pagamento pelo trabalho, mas solicitou que cópias do livro fossem distribuídas gratuitamente em eventos que promovam um estilo de vida sustentável.

Daniel, hoje com 54 anos, tem formação universitária e, assim como outras pessoas, estava apenas buscando um sentido para sua vida. Nesse novo estilo, ele o encontrou. “Quando eu vivia com dinheiro, eu estava sempre sentindo falta de algo. O dinheiro representa essa falta. O dinheiro representa coisas do passado (dívidas) e coisas do futuro (crédito), mas o dinheiro nunca representa o presente. Nós precisamos de muito pouco para viver e não nos damos conta disso.

Esse homem sim é livre!

2_man-who-quit-money
Foto: Forward the Revolution
621930_10151674812923036_821821457_o
Foto: Cody Colwell
DSC_0684
Foto: Stephanie Summerfield
rainbowgathering
Foto: Arquivo Pessoal

Roupas e equipamentos de esporte você encontra na Kanui.