Mochilando pelo nordeste brasileiro

Quando se fala em mochilão, é muito comum venha à cabeça das pessoas lugares como Europa ou aquela famosa rota pela América do Sul, que envolve Chile, Peru e Argentina. Mas com a inquietação econômica e a alta do dólar, viajar para o exterior está ficando cada vez mais difícil, e as pessoas começaram a pensar em conhecer melhor o seu próprio país – que conta com belezas exuberantes e cenários inimagináveis.

Para viajar e, principalmente, fazer um mochilão, é importante que você esteja sempre aberto para adquirir novas experiências e aprender cada vez mais, conhecendo novas rotas e diferentes destinos. O Brasil é o lugar perfeito para quem procura sair da mesmice, já que conta com tanta variedade, tanto natural quanto social.

Então se você está interessado em fazer uma viagem econômica e cheia de aventuras, nós conversamos com mochileiros e preparamos para você um guia de mochilão pelo norte e nordeste brasileiro, onde você vai conhecer picos alucinantes. Para isso, consultamos Ettore Valente, estudante de direito que já fez três mochilões pelo litoral brasileiro que cabem no seu bolso!

Piauí – Ceará
Essa é uma parte da conhecida Rota das Emoções, que passa por lugares como a Praia de Jericoacoara e o Delta do Paranaíba. Você pode começar a viagem por Teresina e ir descendo por diferentes praias até chegar em Fortaleza. Para se deslocar de uma cidade para a outra, Ettore conta que andar de ônibus é sempre muito tranquilo, devido à infraestrutura e variedade de horários – mas, em alguns picos, pode ser necessário o aluguel de um 4×4, que será a sua melhor aquisição da viagem. Ficando em campings e usando transportes públicos, Ettore conta que gastava cerca de $60 reais por dia.

“A galera do Piauí é muito atenciosa e receptiva. Foram inúmeras as vezes que precisei de ajuda com a localização no meio da viagem, e a pessoa, ao invés de me dar apenas indicações, me levou até o local. Eles são muito firmeza mesmo!”, afirma Ettore.

O Parque Nacional das Sete Cidades e seus arredores

pn7 Logo nos arredores de Teresina, existem diferentes cidades menos conhecidas pelo turismo, mas que vale a pena conhecer. A praia de Piripiri é uma delas, onde você vai conhecer o Parque Nacional das Sete Cidades, um lugar de conservação ambiental que conta com uma rica fauna e flora. Mas o maior destaque do lugar são as suas rochas com diferentes formatos – algumas lembram um casco de tartaruga, outras se assemelham a um grupo de homens e existe até uma que dizem ser um aeroporto de extraterrestre.

Perto do Parque Nacional, você pode encontrar outros pontos para se aventurar, como as Cachoeiras do Bota-Fora, que são consideradas o paraíso do Piripiri ao contar com uma bela trilha, além de águas cristalinas. O lugar ainda conta com algumas pousadas, hostels e picos para acampar por um preço barato e justo.

Parque Nacional de Ubajara

ubajara1No interior do Ceará e um pouco distante de Piripiri, você pode pegar um ônibus que te levará ao Parque Nacional de Ubajara. Essa trilha é altamente recomendada para quem gosta de ter contato com a natureza e é muito ativo. Entre matas fechadas, cocais e cânions, lá você pode fazer uma caminhada de cerca de 15km para chegar a sua tão famosa gruta natural.

Por não ser um ponto turístico tão famoso, já que há alguns anos o bondinho que levava as pessoas até a gruta parou de funcionar, o local não conta com tanta infraestrutura para mochileiros e é mais visitado por pessoas que estão sempre em contato com o meio ambiente e gostam de uma boa aventura.

Delta do Parnaíba

delta

Parnaíba é a segunda maior cidade do Piauí, perdendo apenas para Teresina. Lá você conhece o famoso Delta do Parnaíba, que é a divisa entre o Piauí e Maranhão e um passeio obrigatório para quem for fazer a rota. Com várias pousadas e lugares para ficar, Ettore recomendou as Ilhas Canárias – um lugar bem roots e quase uma comunidade, com poucos habitantes, mas todos muito atenciosos. Além disso, existem muitos lugares por lá que recortam o rio e o mar, proporcionando uma vista surreal.

Barra Grande

barra grande Após o passeio pelo Delta, o próximo destino é a última praia do Piauí, chamada Barra Grande – que é com certeza o pico mais requisitado e descolado da região. Além de receber muitos jovens e mochileiros, o lugar é muito famoso pela prática do kitesurfing, e é por isso que você pode encontrar muitos gringos pela praia.

Por contar com um público maior, esse pico do Piauí conta com bastante infra-estrutura voltada para o turismo, oferecendo diversas pousadas de qualidade, além de muitos restaurantes bons e um clima mais agitado. Para quem quiser ficar em camping, eles também disponibilizam várias opções. Essa praia é tão badalada que é conhecida como a “Jericoacoara do Piauí”.

Jericoacara

jeri Recebendo pessoas de diversos cantos do Brasil e do mundo, esse é, com certeza, o lugar mais requisitado de toda a rota. O pico conta com muitas dunas e também é bem famoso pela prática do kitesurfing, principalmente na temporada de inverno, em julho. Eles contam com diferentes lagoas, sendo a Lagoa do Paraíso a mais famosa, tanto que é preciso pagar um passeio para chegar até lá – o que Ettore garante valer a pena! -, e conta com muitos barezinhos ao redor, além de pessoas praticando kite e um visual de sonhos.

Por ser tão famosa e badalada, essa cidade é muito voltada para o turismo, com restaurantes de alto padrão e pousadas caríssimas. Mas também não é difícil se hospedar lá sem gastar muito, já que eles contam com infraestrutura para os mais diferentes tipos de viajantes, oferecendo principalmente campings – segundo Ettore, o melhor é o Camping Natureza, o mais lotado do local. Além disso, ele também conta que Jeri é o único lugar da rota que tem uma vida noturna agitada, com festas na praia e shows de MPB, forró e reggae no famoso Samba Rock Café, um dos grandes bares da cidade.

Praia de Guajiru

Guajiru Essa praia só funciona de final de semana, e durante os dias úteis, você encontra somente residentes locais e alguns surfistas por lá. Assim como os últimos lugares, esse também é muito propício para o kitesurfing e para o surf, já que conta com bancadas de coral que rendem ótimas ondas quando chove.

Durante a temporada do kite, eles recebem muitos estrangeiros e surfistas de todo o país, por isso é uma praia mais arrumada e bem estruturada, com diversos hotéis, resorts e espaço para lazer. Mas além disso, a natureza é exuberante, com muitas falésias e lagoas.

Praia da Lagoinha

lagoinha Essa praia já é mais próxima de Fortaleza, a capital do Ceará, e apesar de pequena, conta com muito turismo por toda a sua beleza natural. A cidade mais próxima à praia fica praticamente inteira em cima de falésias, e então, ao descer, você se surpreende com a paisagem.

Além disso, eles também são muito famosos por suas lagoas e a população vive basicamente do kitesufing, oferecendo muitas pousadas e lugares de lazer para quem passa a temporada por lá.

Terminando em Fortaleza, a capital do Ceará, é impossível não ficar com uma vontade de se aventurar pelo nordeste – seja pelas trilhas, praias ou pelo surf! E não esqueça de estar sempre preparado para viajar, aqui na Kanui a gente disponibiliza itens essenciais para você!


barraca

mochila

tenis1

Btn_Veja-mais