Rezando pelo mundo

Com as recentes tragédias que aconteceram no Brasil e na França a internet está bastante alvoroçada. As brigas dos internautas com relação ao apoio das pessoas ao que aconteceu em Paris e o aparente “descaso” com a população de Mariana/MG tem causado a discórdia online… Até surgiram algumas coisas engraçadinhas a respeito, como a figura abaixo:

11214329_926964470690619_3190873061087884590_n

Piadinhas à parte, devemos entender o porquê dessa ocorrência, já que tantos outros ataques cometidos pelo Estados Islâmico estão acontecendo no mundo e mais pessoas morrem (praticamente) por dia no Brasil do que no ataque sofrido pela capital francesa. Calma! Não estamos aqui para defender nenhuma das partes, pelo contrário, estamos torcendo para o bem de todos e pela recuperação de ambas as nações, mas o fanatismo atual está fazendo com que o ódio se dissipe muito mais do que o amor.

A questão é que parece que o Brasil está praticamente dormente quando se trata de uma tragédia nacional ou notícia ruim sobre algo que acontece com o país. São tantos acontecimento ruins nos últimos tempos que os brasileiros estão tendo pouco com que se orgulhar e talvez isso faça com que as pessoas não sintam tanto uma tragédia, como outra de outro país que pouco se ouve coisas ruins sobre. Não, isso não é justificativa, mas talvez seja uma vertente da explicação para tal comoção com a tragédia de outro país.

Também tempos que levar em conta a mídia, a opinião pública e a comoção que isso causa, pois os assuntos foram tratados de maneiras bem diferentes na televisão brasileira. Talvez porque a culpa da tragédia de Minas seja de uma grande empresa e que talvez não se possa atingi-los como a imprensa gostaria (apenas especulação).

O que podemos concluir apenas é que o amor precisa existir em ambas as situações e que, embora as tragédias tenham sido diferentes, a dor é a mesma.

12249655_500206280156630_3756774284526704950_n

Embora não faça nenhum sentido em ficar criticando o amiguinho que trocou a foto do perfil pela bandeira da França, tá? Existem muitas maneiras de ajudar quem está aqui no nosso país. Ficou interessado? Então para saber mais clique no link a seguir do Catraca Livre que eles te explicam como: Saiba como ajudar as vítimas da tragédia de Mariana.